Justiça do Distrito Federal diz que triplex é da Construtora OAS

 A acusação dos procuradores da Lava Jato é de que o Presidente Lula teria recebido um apartamento no Edifício Solaris no Guarujá (SP) da Construtora OAS, supostamente uma troca de favores entre Lula e Léo Pinheiro, dono da OAS. Mas os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) não mostram nenhum documento que comprova a propriedade do imóvel por parte de Lula ou Dona Marisa.

O procurador Deltan Dallagnol conseguiu apenas convocar a imprensa e organizar um espetáculo midiático com um PowerPoint aonde mostrou apenas suas convicções acusatórias ideológicas. (Leia aqui https://goo.gl/5PZGT6). O chamado “Triplex do Guarujá” (objeto da ação contra Lula) através de decisão da juíza Luciana Correa Torres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal (DF), foi penhorado em favor de uma empresa credora da OAS nesta semana. (Leia aqui https://goo.gl/HYXH34).

As convicções do procurador/acusador de Curitiba e a sentença condenatória do juiz Sergio Moro foram colocadas na lata do lixo mais uma vez com a decisão da juíza de Brasília. 

 

0
0
0
s2sdefault